InícioInício  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 [Pastoral] - Parte III: Profissão de Fé

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Rodrigo Capelo
[PNJ] Senescal d'Óbidos
avatar

Mensagens : 509
Localização : Óbidos
Actividade : Grão-Mestre

MensagemAssunto: [Pastoral] - Parte III: Profissão de Fé   Qua 15 Fev 2012, 21:43

Citação :

Parte 3: Profissão de Fé

O fiel em busca do Paraíso solar pode conseguir ter uma vida virtuosa de muitas maneiras diferentes. Algumas dessas acções serão apresentadas e explicadas nesta última parte.

O Credo, é o texto fundamental da nossa igreja, ele existe para aumentar a fé nos nossos corações. Esta oração afirma a nossa fé e proclama-a ao mundo: é o fundamento da nossa unidade de crentes aristotélicos. Também ilustra o dogma e resume-o em poucas palavras. Todos os aristotélicos devem de o saber. O acto de recitar o credo é um acto que garante ao Altíssimo que nós nos mantemos firmes no caminho da virtude. Este credo deve ser proclamado durante o baptismo e é essencial para todas as celebrações.

Citação :
Eu acredito em Jah, o Altíssimo Todo-poderoso,
Criador do Céu e da Terra
Do Inferno e do Paraíso,
Juiz da nossa alma na hora da morte.

E em Aristóteles, seu profeta,
O filho de Nicomaque e de Phaetis,
Enviado para ensinar a sabedoria
E leis divinas do universo aos homens perdidos.

Eu também acredito em Christos,
Nascido de Maria e de Giosep.
Que dedicou sua vida para nos mostrar o caminho do Paraíso.
Assim, depois de ter sofrido sob Poncius,
Ele morreu em martírio para nos salvar.
Entrou para o Sol onde O aguardava Aristóteles à direita do Altíssimo.

Eu acredito na acção divina;
Na Santa Igreja Aristotélica Romana, Una e Indivisível;
Na comunhão dos santos;
Na remissão dos pecados
Na vida eterna.

Ámen


A Confissão, é o acto pelo qual o fiel depois de ter cometido um pecado, pode ser perdoado. Jah reconhece que o homem não é perfeito, caso contrário seria Jah, porém, ele sabe que a alma que se reconhece pecadora numa confissão profunda e sincera é uma alma pura. No entanto, para garantir o perdão divino, o pecador pode ter fazer algum acto de penitência (ver abaixo). Todos os sacerdotes podem receber confissões, mas não podem revelar o conteúdo sob pena de defrocar. Alguns sacerdotes também incentivam os seus paroquianos a confessar interiormente ao Todo-Poderoso antes de cada missa.

Citação :
Confesso a Jah Todo-Poderoso, a todos os santos, e vós também meus amigos, porque eu pequei em pensamentos, palavras e acções. Peço a todos os Santos, e vós meus amigos, que rogueis ao Criador por mim. Que o Altíssimo nos conceda o perdão, a absolvição e remissão de todos os nossos pecados.


A Penitência é o estado no qual se põe voluntariamente o pecador que se tinha confessado para garantir o perdão de Jah. Os diversos meios de penitência são: o jejum, a peregrinação, ou a caridade (a explicação sobre estes meios, será dada a seguir).

O Jejum, é o acto pelo qual o penitente ou o simples crente se priva de alimentos ou se limita a uma refeição frugal durante algum tempo, colocando-se assim ao nível mais baixo, afim de ter consciência da miséria humana que a Igreja combate. O jejum tem a sua origem na meditação de Cristo no deserto.

A Caridade é um acto de virtude que todos os aristotélicos devem praticar. Consiste em ajudar os irmãos no caminho da virtude. Ela realiza-se ajudando vagabundos perdidos nos meandros do jogo, oferecendo um salário superior ao mínimo legal aos seus empregados, não praticando preços de venda proibitivos da sua produção e recusando a especulação excessiva. Cada um faz segundo a sua consciência.

A Peregrinação, é o acto de percorrer os reinos para ter consciência da criação. A peregrinação permite, para além de ser uma prova de fé forte, realizar um contacto com outros irmãos Aristotélicos e assim ajudá-los. A peregrinação tem as suas origens provavelmente na procura da cidade ideal por Aristóteles.

A Santidade é o estado a que todos os aristotélicos aspiram. Alguns crentes têm alcançado esse estatuto pelo seu respeito quase imaculado dos princípios aristotélicos. Esses Santos ainda têm o poder de influenciar certas coisas da criação, é importante considerá-los e louvá-los. Mas não esqueçamos, que não podemos louvar os santos, e muito menos o Todo-Poderoso para o nosso próprio sucesso material. A leitura das diversas hagiografias de santos e a regular, mas sempre sincera, oração, é recomendado.


É importante saber-se que a Igreja não aprova, mesmo proíbe, ser um eremita.


Reverendo Zabouvski
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Pastoral] - Parte III: Profissão de Fé
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» REGULADORES DE VOLTAGEM E PARTE ELÉTRICA
» Comissão aprova proposta que regulamenta profissão de bugueiro
» Limpeza da parte inferior do carro
» Pulverização parte de baixo do carro....recomendável ?
» [Dúvida] Parte aonde poem a chave esta meio solto

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Castelo do Rochedo | Condado de Óbidos :: Cidadela :: Grande Biblioteca de Óbidos :: Ala de Aristóteles-
Ir para: