InícioInício  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Da eleição de Reis e Rainhas [Outubro 2010]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Manuel B. Queiroz
Nobreza
avatar

Mensagens : 1741
Localização : Aveiro, Condado de Coimbra, Portugal
Actividade : Padeiro

MensagemAssunto: Da eleição de Reis e Rainhas [Outubro 2010]   Sex 30 Set 2011, 22:00

Administradores escreveu:
A eleição de reis e rainhas

Ouvi, ouvi, humildes cidadãos de todas as nações! Muito em breve, poderão ocupar o lugar cimeiro do vosso país e dirigi-lo como vos parecer bem tendo em conta o interesse de todos ou somente o vosso…



Como se vai desenrolar a eleição de reis e rainhas?

As eleições vão desenrolar-se segundo a tradição sabiamente estabelecida pelos eruditos-queijeiros :
O período de inscrições de candidatos ao trono durará 2 semanas,
depois a 1ª volta das eleições que durará 2 semanas,
seguidamente a 2ª volta com a duração de uma semana,
e por fim a coroação do rei ou da rainha.

No fim da 1ª e 2ª volta das eleições, os resultados serão publicados pela KAP.


Quem poderá colocar o seu nome como candidato?

Podem candidatar-se as pessoas que a condição, o destino ou o mérito as elevem acima do comum cidadão. Para tal, os candidatos devem dirigir-se aos Paços do Condado, ser pelo menos nível 3 e ter uma bolsa bem abastecida. A quantia a pagar para a inscrição dependerá do número de habitantes que há pelo menos um mês tenham atingido o nível 1 no país.

Quotas de inscrição = (Número de habitantes cujo nível é igual ou superior a 1) / 2,66

O montante mínimo será de qualquer das formas de 1000 cruzados e as quotas de inscrição serão arredondadas por parcelas de 500 cruzados. No entanto, o Delfim, [o sucessor], não será submetido a esta regra, estas quotas de inscrição ser-lhe-ão oferecidas.

Estas quotas poderão ser pagas em parcelas. Na verdade, se se propõem como candidatos, deverão ter convosco 1/5 da soma exigida para aparecer na lista como candidato potencial. Seguidamente, o povo (e o candidato também) pode consultar esta lista e deixar uma contribuição em dinheiro para validar a vossa candidatura.

No encerramento das inscrições, os candidatos cujas quotas de inscrição não estiverem devidamente em dia não poderão participar na 1ª volta das eleições e não serão reembolsados. O mesmo se passará com os generosos doadores.

Feita a vossa inscrição na lista de candidatos potenciais, podem propor uma mensagem de campanha eleitoral que será lida em todas as prefeituras do reino e pode ser modificada.


Quem poderá votar?


Toda a gente, ou quase! Todo o cidadão que tenha atingido pelo menos o nível 2 e tenha na sua bolsa algum dinheiro poderá votar deslocando-se aos Paços do Condado.

As eleições têm como base um sistema de votação por acumulação de votos e cada voto custará 100 cruzados com um máximo de 10 comprados.

De acordo com os postos ocupados no seio da sociedade, certos cidadãos irão beneficiar de votos suplementares grátis e acumuláveis :

Função ocupada/Votos atribuídos gratuitamente
Bispo / 5
Arcebispo / 7
Pároco / 2
Conde ou Duque / 30
Membro do Conselho (exceto conde) / 5
Prefeito / 3
Nobre IG / 1


O funcionamento da 1ª volta

Após o período de inscrições, deverão dirigir-se às urnas antes da data limite de votação para votar num dos candidatos.

No final da 1ª volta, os votos serão contados e os dois melhores candidatos irão a uma 2ª volta. No entanto, se um candidato conseguir obter a maioria absoluta, ou seja mais de 50% dos votos, ele será nomeado oficialmente rei ou rainha do seu país.


O funcionamento da 2ª volta

Nesta etapa, há somente 2 candidatos. Deverão voltar às urnas para votar novamente. Em caso de igualdade entre os dois candidatos, o mais velho será coroado rei


Eu sou conde/duque e recuso submeter-me à autoridade do futuro rei seja ele quem for

Se consideras que o teu Condado não tem de se meter nos assuntos reais, basta ires até aos Paços do Condado e declarar que o teu Condado não votará. As urnas de voto serão encerradas, o acesso interditado e os boletins de voto já contabilizados ficarão sem efeito (e não reembolsáveis) ! Esta acção será irreversível até às próximas eleições!


O reinado do rei

Uma vez eleito o rei, este terá ao seu dispor vários poderes que serão divulgados mais tarde, e terá um reinado com uma duração compreendida de 6 a 8 meses. Além disso, ele poderá escolher o Delfim [o sucessor] e, deste modo, as quotas de inscrição para este serão gratuitas. Chegará o dia em que o reinado do rei terminará (por morte ou abdicação). Ele poderá ir para o céu, ou então o jogador poderá simplesmente mudar de nome e recomeçar o jogo mantendo a sua conta. Ao escolher a segunda opção, não poderá mais candidatar-se ao trono (o que inclui o de outros reinos). Os nomes dos antigos reis e rainhas serão guardados e estarão visíveis no Panteão dos Reis de cada Reino. Entre a morte do rei e a nomeação do seu sucessor, a regência será assegurada pelo Delfim. Nos casos em que nenhum Delfim foi nomeado, ou se o Delfim desaparecer antes do fim das eleições, o mais experiente dos Condes (antiguidade) ocupar-se-à dos assuntos do reino.·


Quando serão abertas as candidaturas ?

As inscrições serão abertas progressivamente nos diferentes reinos. Começarão daqui a duas semanas, o tempo para que os interessados se preparem.

NB: Agradeço a Libert a transcrição das regras.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Manuel B. Queiroz
Nobreza
avatar

Mensagens : 1741
Localização : Aveiro, Condado de Coimbra, Portugal
Actividade : Padeiro

MensagemAssunto: Re: Da eleição de Reis e Rainhas [Outubro 2010]   Sex 30 Set 2011, 22:07

Administradores escreveu:
Olá a todos

O post anterior foi já objecto de diversas discussões entre nós. Eu venho então modificá-lo introduzindo-lhe duas modificações, que são dois esclarecimentos de menor importância (em resposta à inquietação de alguns jogadores).

Por um lado, o parágrafo que diz respeito à não-participação de certos Condados nas votações sofreu uma pequena modificação na sua escrita:

Citação :
Eu sou conde/duque e recuso submeter-me à autoridade do futuro rei seja ele quem for

Se consideras que o teu Condado não tem de se meter nos assuntos reais, basta ires até aos Paços do Condado e declarar que o teu Condado não votará. etc


O que deve ser salientado aqui, é que a não-participação decretada deste modo pelo Conde/ Duque não reflecte nada mais que uma «decisão» de que o Condado/ Ducado “não tem de se meter nos assuntos reais”. A acção do detentor do título ficará então subjectiva e sujeita às mais diversas interpretações.

Não se trata duma declaração de independência, e muito menos do reconhecimento desta suposta declaração por parte do poder real. Dentro deste espírito, uma acção deste tipo por parte de um Duque ou Conde reflecte uma condição real no jogo. Parece então aceitável, por exemplo, que o Duque da Bretanha opte por esta solução. Mas esta não mudará em nada o statu quo actual, e esta não terá impacto legal.

Por outro lado, acrescento este parágrafo :


Citação :
Os reis e imperadores estarão sob vigilência dos admins

Para respeitar o equilíbrio do jogo, os reis e imperadores estarão sob a tutela dos admins do jogo, que podem anular as suas acções. Isto será colocado em funcionamento com cautela e racionalidade para que não hajam reis que façam «o que lhes dê na cabeça» e que prejudiquem o jogo ou o espírito das [/list]regras.
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Da eleição de Reis e Rainhas [Outubro 2010]
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Voos do final de semana das Eleições 2010
» Passeio dos Reis - Santo Tirso
» Eleições e Caça
» Berg Reis Detail®: S-10 Full Detail
» Reis Detail®:Chrysler 300C 5.7 Desafio em 8 hrs

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Castelo do Rochedo | Condado de Óbidos :: Cidadela :: Grande Biblioteca de Óbidos :: Ala dos Diversos-
Ir para: